Pular para o conteúdo principal

Banner WWF-Brasil para blogs pela conservação da natureza

Ei você que está lendo este post, dê uma olhadinha lá para cima, no cabeçalho... Já olhou? Então olha!! Você está vendo um banner da WWF-Brasil e seu simpático urso Panda nos lembrando de que precisamos ajudar a preservar a natureza. Se você tem um blog ou fotolog também pode abraçar - carinhosa e demo-rada-mente - esta causa e colocar um desses banners em seu blog. Além do modelo que você vê lá encima tem ainda, outros tamanhos. Como o botão que você vê abaixo à esquerda.

Descubra quanto de Mata Atlântica existe em você! E para pegar um desses banner, o que melhor se adequar ao seu blog/site, visite o site da WWF-Brasil na página WWW-Brasil - Espalhe pela Internet e escolha um formato copiando o código.

Não tem um blog? Se você não tem um blog não fique triste, ainda poderá colaborar inserindo uma imagem que eles disponibilizam para ser utilizada em e-mails.

Outra forma de ajudar é por meio de emissoras de rádio ou TV, através da veiculação dos vídeos da WWF, os quais podem ser assistidos no final deste artigo. Texto da WWF: "Se sua emissora tem interesse em veicular vídeos do WWF-Brasil, por favor entre em contato com comunicacao@wwf.org.br." [continua após a publicidade abaixo...]


Estes artigos também podem interessar:
-Esta ou essa quando usar.
-Escrever errado é mais difícil (iscrivinhá errado é mais difícir)

Veja também no site WWF-Brasil:

Dicas Verdes: Saiba como você pode ajudar o meio ambiente.Como diz no site, leia cada um dos textos e repasse.

Uma das Dicas Verdes eu transcrevi abaixo, as outras podem ser vistas lá....

O que eu posso fazer para evitar o tráfico de animais silvestres?
-Não compre objetos e bijuterias com penas de animais.
-Conheça a Lei de Crimes Ambientais.
-Não compre animais silvestres.
-Denuncie tráfico de animais silvestre à Linha Verde do Ibama – 0800618080
-Passe essa dica adiante.

Vídeo 1 (fonte: YouTube)

Título: WWF-Brasil - Mundo

O aquecimento global não é um fenômeno natural, mas um problema criado pelos homens. Qualquer pequena tora de madeira, cada gota de óleo e gás que os seres humanos queimam são jogados na atmosfera e contribuem para as mudanças climáticas.

Essa é a mensagem de Mundo, o primeiro vídeo da trilogia Pense de Novo. Confira e deixe seu comentário!



Vídeo 2 - abaixo (fonte: YouTube)

Título: Pense de Novo

O segundo vídeo da trilogia Pense de Novo aborda o maior problema brasileiro para as mudanças climáticas: o desmatamento. Ao serem cortadas e queimadas, as árvores liberam para a atmosfera o dióxido de carbono que havia nelas. É assim que acontece cerca de 75% das emissões de gases de efeito estufa no Brasil, levando o país a ser o 4o. maior emissor do planeta.



Vídeo 3 - abaixo (fonte: YouTube)

Título: Pense de Novo - Energia e novas tecnologias

Soluções para conter o aquecimento global na área de energia e novas tecnologias é o tema do último vídeo da trilogia Pense de Novo do WWF-Brasil. No mundo, o setor de energia é responsável por 37% de todas as emissões de gás carbônico, o que representa 23 bilhões de toneladas de CO2 lançadas por ano na atmosfera, ou seja, mais de 700 toneladas por segundo. Esse percentual coloca o setor de energia em primeiro lugar como emissor de gases de efeito estufa.

Por enquanto, a matriz energética brasileira é considerada uma das mais limpas do planeta. Atualmente, 75% da energia elétrica gerada no país vêm de hidrelétricas. Entretanto, as termelétricas movidas a gás e petróleo têm ganhado espaço nos recentes leilões nacionais de energia. Se o Brasil optar por seguir o modelo energético das nações industrializadas, considerado mais poluente, o país contribuirá para agravar para os problemas relacionados às mudanças climáticas na Terra.



Quer ajudar ainda mais? Clique e "Afilie-se à WWF-Brasil"

Beijos e abraços carinhosos e fofinhos - como os de um urso panda - a todos,
Renata Fraia
(Renata Fraia Blogs)

Renata Fraia | Criar seu atalho


Postagens mais visitadas deste blog

Esta ou essa quando usar (gramática)

Muita gente não sabe que há diferença em quando usar esta ou essa (gramática), em uma frase. E de fato há...

E respondendo a pergunta quando usar as palavras esta ou essa, desta, dessa e aquela: Vou explicar a diferença entre esta ou essa recordando a maneira como aprendi de um jeito que fez com que eu NUNCA MAIS ESQUECESSE...

...E recordando
Lembro-me que, certa vez (e lá se vão anos), perguntei ao meu professor de língua portuguesa - o estimado professor Albo - quando deveria usar essa ou esta e ele olhou firmemente em meus olhos - já era um senhor duns 75 anos ou mais - e disse enquanto batia com força e apontando para a mesa dele disse:

 _ Esta mesa é minha, e apontando para minha mesa (carteira)... _ Essa mesa é sua! E arregalou os olhos. Eu nunca mais tive essa dúvida. Se fixou que nem cola em meu cérebro e creio que na menta dos alunos da sala inteira.

Como fazer um bom café

Nada como um cheirinho de café passado na hora... O aroma do café quentinho recém-preparado e aquela fumacinha nos fazem necessitar de uma xícara de café e nem precisa ser feito em máquina de café expresso.

Mas como fazer um bom café?
Daqueles que a gente toma nas cafeterias ou em casas do interior do de fazenda, que a gente vê o grão torrado se transformar em pó (o aroma é quase perturbador) e torce para que a água passe logo pelo coador de pano já amarronzado de tanto café que já tirou.




A ideia para escrever esse post veio de uma entrevista que assisti e que me deixou cabreira, pois segundo a barista, é impossível tirar um bom café com o café que a gente compra no mercado... Leia no final*

Para preparar um bom café em casa se você for como a maioria das pessoas que não tem um moedor de café em casa (:/) basta seguir algumas dicas para um bom café:


1. O pó de café:
- Marca: Escolha uma marca que possui certificado de pureza e qualidade, o selo de pureza ABIC, facilmente verificado nas e…

O livro "Diário de uma Vegana" mexeu com minha "alma" vegana

Ando enfrentando uma questão pessoal que envolve o universo da carne, do vegetarianismo e quiçá do veganismo. Não chega a ser um drama, talvez seja quase um dilema, o qual não consigo resolver -- não a médio prazo. E quem me conhece de verdade pode imaginar o quanto eu quero (ou precisava) escrever sobre o assunto. No entanto, faltava-me o estímulo para transformar em palavras o que sinto, ou melhor, o que sente minha alma vegana. O estímulo surgiu ao tomar conhecimento do livro "Diário de uma Vegana", de Alana Rox, autora que nasceu vegetariana e agora é vegana (um tipo de vegetariano estrito, que não consome NADA de origem animal).


Quando afirmo que Alana nasceu vegetariana, vocês podem imaginar que seus pais não davam carne a ela, mas não é em assim: seus pais não eram vegetarianos. E o mais incrível é que ela e filha de uma gaúcha, ou seja, é nascida em terras onde a carne é praticamente a base da refeição.

Alana Rox rejeitava qualquer alimento de origem animal, para o s…