Pular para o conteúdo principal

Gisele Bündchen NÃO é o Pelé das passarelas

Gisele Bündchen NÃO é o Pelé das passarelas
Gisele Bündchen NÃO é o Pelé das passarelas - foto: Attuall.Moda

Gisele Bündchen NÃO é o Pelé das passarelas


Certa vez ouvi: "Gisele Bündchen é o Pelé das passarelas". Na época, eu até que concordei com a expressão, afinal, se Ele é o Rei do futebol, Ela é - indiscutivelmente - é a Rainha das passarelas.

No entanto, hoje afirmo categoricamente: Gisele Bündchen NÃO é o Pelé das passarelas! Se nos anos 50, 60 e 70 os jogadores do restante do mundo ficaram embasbacados e literalmente "zonzos" com a ginga dos jogadores brasileiros e seus dribles fantásticos, em que um jogador em especial (chamado Edson) se destacava; nas décadas seguintes o nível técnico e até (por que não?!) artístico dos jogadores de futebol evoluiu deixando para sempre em nós uma pergunta que em mim já se tornou uma afirmação (oras, o cérebro é meu... eu penso como eu quiser): Se o Pelé jogasse hoje contra atletas que foram exaustivamente treinados para exercer marcações ferrenhas como a que tirou Neymar da Copa do Mundo de 2014, ele não teria a oportunidade de ficar um jogo inteiro "brincando de bobinho" com jogadores adversários. Ele seria parado diversas das vezes em que tentasse jogar um futebol que recebeu o nome - graças a ele e às pernas tortas de Garrincha - de "Futebol Arte". (se) Jogasse Messi ou Neymar (ou Sócrates, Ronaldo, Romário, Cristiano Ronaldo,...) como jogam hoje, mas em décadas passadas, eles seriam coroados tão reis quanto Pelé. E disso é impossível discordar, embora eu não possa provar, já que não possuo uma máquina do tempo para transportá-los até lá...

Mas voltando ao tema que deu título à crônica, "Gisele Bündchen NÃO é o Pelé das passarelas", com a top model mais famosa de todos os tempos - a primeira a receber uma palavra que ainda não existia, über model - foi completamente diferente. Gisele Bündchen, a Rainha das passarelas, despontou em uma era em que ser maravilhosa é o mais comum no mundo da moda. Cabelos com cores e tratamentos de ponta (escovas progressivas e chapinhas e reflexos com nomes complicados e super finalizantes de brilho e tratamento, e...) , corpos que se não forem perfeitos ganham um silicone aqui, um preenchimento ou botox ali; o famigerado e melhor amigo das modelos, o Photoshop; os efeitos de luz extremamente técnicos e que apenas mostram ângulos perfeitos de quem quer que esteja sobre a passarela ou à frente das câmeras dos estúdios. Sem contar nos figurinos maravilhosos, nas maquiagens 3D e também nos cosméticos nanotecnológicos de última geração. Hoje em dia só não é bonita quem não quer!

Por tudo isso, fica evidente entender por que Gisele Bündchen NÃO é o Pelé das passarelas. Ela fez diferença em um "campo" em que os 'atletas' receberam o mesmo tipo de treinamento e vantagens que Ela e ainda assim Gisele foi maior. Ela encerra a carreira das passarelas no auge de sua melhor forma, mas não se engane, ela ainda continuará a ser modelo de fotos e nesse quesito ela também é Rainha...
Renata Fraia

Leia mais crônicas em crônicas de Renata Fraia.

Vou procurar escrever uma crônica por mês... desde que haja tempo, é claro. ;-)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Esta ou essa quando usar (gramática)

Muita gente não sabe que há diferença em quando usar esta ou essa (gramática), em uma frase. E de fato há...

E respondendo a pergunta quando usar as palavras esta ou essa, desta, dessa e aquela: Vou explicar a diferença entre esta ou essa recordando a maneira como aprendi de um jeito que fez com que eu NUNCA MAIS ESQUECESSE...

...E recordando
Lembro-me que, certa vez (e lá se vão anos), perguntei ao meu professor de língua portuguesa - o estimado professor Albo - quando deveria usar essa ou esta e ele olhou firmemente em meus olhos - já era um senhor duns 75 anos ou mais - e disse enquanto batia com força e apontando para a mesa dele disse:

 _ Esta mesa é minha, e apontando para minha mesa (carteira)... _ Essa mesa é sua! E arregalou os olhos. Eu nunca mais tive essa dúvida. Se fixou que nem cola em meu cérebro e creio que na menta dos alunos da sala inteira.

Como fazer um bom café

Nada como um cheirinho de café passado na hora... O aroma do café quentinho recém-preparado e aquela fumacinha nos fazem necessitar de uma xícara de café e nem precisa ser feito em máquina de café expresso.

Mas como fazer um bom café?
Daqueles que a gente toma nas cafeterias ou em casas do interior do de fazenda, que a gente vê o grão torrado se transformar em pó (o aroma é quase perturbador) e torce para que a água passe logo pelo coador de pano já amarronzado de tanto café que já tirou.




A ideia para escrever esse post veio de uma entrevista que assisti e que me deixou cabreira, pois segundo a barista, é impossível tirar um bom café com o café que a gente compra no mercado... Leia no final*

Para preparar um bom café em casa se você for como a maioria das pessoas que não tem um moedor de café em casa (:/) basta seguir algumas dicas para um bom café:


1. O pó de café:
- Marca: Escolha uma marca que possui certificado de pureza e qualidade, o selo de pureza ABIC, facilmente verificado nas e…

Falar o que está entalado na garganta pra não somatizar e virar doença

Falar o que está entalado na garganta...

Essa atitude é perigosa, mas acho que deve ser tomada antes que você fique doente e somatizes (gerando doenças na garganta como infecções, problemas na tireoide de até câncer de garganta.

É perigosa porque você pode perder um amigo. Mas será que essa pessoa é mesmo sua amiga? Se fosse não te ofenderia, nem te magoaria com tanta frequência... Assim, no fim você só ganha, não perde...